Phi na prática: avaliação de projetos sociais

outubro 4, 2017 By instituto-phi
Hoje publicamos mais um texto da série “Phi na prática”! Depois de termos falado, na última semana, sobre contabilidade, hoje o tema é avaliação de projetos. Achamos super importante escrever sobre esse assunto tanto para que as instituições entendam como são avaliadas quanto para que investidores sociais entendam como trabalhamos.
 
O acompanhamento e monitoramento dos projetos apoiados é um dos diferenciais do nosso trabalho. Criamos a nossa metodologia de acompanhamento própria a partir de estudos e reflexões. Existem muitas teorias e metodologias para avaliar projetos sociais, além de cursos online gratuitos sobre o tema*. Para criar uma metodologia própria, o ideal é pesquisar e se manter atualizado sobre o tema para achar o método que se encaixe melhor com o perfil do projeto.
 
No Instituto Phi, nossa primeira avaliação é feita pelo Sistema Phi de Gerenciamento, que avalia as organizações com base em um questionário respondido pelo próprio projeto. A partir das respostas o sistema confere um grau de risco para cada organização, considerando quatro pilares: solidez, gestão, impacto social e transparência. Isso garante que as doações sejam feitas de forma mais transparente possível, mostrando aos investidores os pontos fortes e fracos do projeto escolhido.
 
É imprescindível que no início do projeto sejam estabelecidas metas e objetivos claros e ambiciosos. No Phi, cada vez que fechamos uma parceria, fazemos um contrato entre as três partes e as organizações preenchem um documento, anexo a esse contrato, contendo todas as informações relevantes sobre o projeto que será apoiado. Dentre elas, os objetivos, metas, indicadores e o método de avaliação próprio, que passa pela validação dos nossos gestores de projeto e dos investidores.
 
Após início do apoio, nosso acompanhamento é feito através de relatórios e visitas periódicas. Cada projeto possui um responsável direto no Instituto que fica à disposição para tirar dúvidas, dividir planos futuros, comemorar conquistas, etc. Nosso acompanhamento é pessoal, tanto com os investidores, quanto com as organizações!
 
Ao final do apoio, o gestor responsável prepara um relatório final, com uma avaliação do projeto desde seu início.
 
De uma forma geral, essa última avaliação tem que responder basicamente três perguntas:
  • Eficácia: os objetivos e metas foram alcançados?
  • Eficiência: os recursos foram empregados de forma racional?
  • Efetividade: qual foi o impacto gerado?

Esperamos que a exposição da nossa metodologia seja útil para você! O fundamental é que o investimento social seja sempre feito de forma racional e gere impacto social.

 
*Fontes para cursos online de avaliação de projetos:
Itaú Social – Avaliação Econômica de Projetos Sociais https://www.redeitausocialdeavaliacao.org.br/curso-modulo/cursos-online/
  
Escola Aberta do Terceiro Setor
  
 Rede Filantropia
 
 GIFE