Zeca Novais e o projeto Lona na Lua

julho 21, 2017 By instituto-phi

Em 2007, Zeca Novais participou de um concurso no programa “Caldeirão do Huck”, que garantiria aos vencedores um papel na novela Malhação. O jovem de Rio Bonito, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro, não foi um dos escolhidos. Mas sua trajetória no programa não tinha terminado. Em 2015, voltou para receber do bengali Muhammad Yunus, prêmio Nobel da Paz, conselhos de como gerir o projeto social que fundara anos antes. O Lona na Lua já atendeu mais de mil crianças com oficinas de arte e é hoje um dos principais aparelhos culturais da cidade. Mas chegar ai a partir do zero, segundo o próprio Zeca, não foi nada fácil.

 

Zeca Novais, por ele mesmo

 

Sou graduado em teimosia, com pós em resistência e doutorado em cara de pau.
A estrada me ensinou.

O Lona na Lua nasce de uma sequência infinita de fracassos. E é por isso que ele existe. Para dar voz aos fracassados.

Quando adolescente eu só queria poder trabalhar e sobreviver como ator. Nada dava certo.

Após inúmeras frustrações, entendi que minha história seria outra: criar um movimento para que crianças e adolescentes com o sonho de fazer arte não passassem pelos mesmos perrengues que eu havia passado.

E não fiz isso porque eu sou “bonzinho” ou porque sou “legal”. Muito pelo contrário. Foi de “ruindade”, de “teimosia” mesmo.

Coloquei na cabeça que quem arma uma lona na lua faz arte em qualquer lugar. E assim foi.

Tive que me virar. Aprendi a dirigir, escrever, administrar, divulgar. Pesquisei sobre atas, estatutos, li editais. Tudo isso na marra. Sem professor. Armei a primeira lona com tenda de praia, fiz camarim de bambu, usei pasta de dente como maquiagem.

Tinha que ser assim.

Hoje, algumas pessoas me chamam de empreendedor, autodidata.

Ai, ai… Acho engraçado, porque antes se referiam a mim mais como “maluco” mesmo. E talvez essa seja a definição mais verdadeira.

Porque no fundo, eu sou apenas escravo do meu sonho.

Escravo de um sonho que me bate sem dó. Todo dia.

Mas, que também me faz sorrir. Todo dia.

 

Sobre o Lona na Lua

 

O Lona na Lua é um movimento sociocultural que luta pela transformação social através de um modelo de arte inclusiva. O projeto atua nas áreas do teatro, circo, música, dança, e de forma acolhedora mescla etnias, classes sociais, credos e pessoas com necessidades especiais.

 
O Lona na Lua oferece arte de forma gratuita para 200 crianças e adolescentes, de 08 a 18 anos de idade no Espaço Cultural Lona na Lua, localizado em Rio Bonito, no interior do Estado do Rio de Janeiro.